Páginas

E quem disse que a natureza não está presente nas cidades?

O objetivo do UrbAnimals é exatamente esse: Dar uma visão que geralmente passa despercebida por todos diante de tanto trabalho e correria. A vida animal está presente tanto em nossos quintais como em parques e zoológicos.


O tema dos animais urbanos foi escolhido por mim não só pela certa dificuldade em ser estudante e viajar à procura de outros animais, mas também por se tratar de um tema importante, que mostra o quanto o homem já interferiu na vida do planeta, e como a natureza está se adaptando a isso.


Como futuro biólogo, tento aprender e difundir esse conhecimento cada vez mais, para que o homem entenda melhor cada uma dessas belas criaturas e aprenda a viver em harmonia com elas, trazendo assim um mundo melhor para todos, um mundo melhor para a vida.

Surpreenda-se. De cães a elefantes, de peixes a morcegos, o UrbAnimals vai te levar ao mundo de cada um deles.

Um grande abraço, Thom Girotto.

28 de agosto de 2010

Morcegos e suas curiosidades

- Auxiliam na reprodução de centenas de espécies de plantas, visitando as flores como fazem de dia os beija-flores e as abelhas, e assim transportando o pólen de flor em flor.

- Há morcegos que se alimentam de pequenos animais, incluindo roedores e gafanhotos, que causam tantos problemas para a agricultura.

- São largamente empregados em pesquisas científicas, incluindo a ação de medicamentos que, no futuro, poderão ter aplicação em humanos.

- A saliva do morcego vampiro comum tem forte ação anticoagulante. A sua pesquisa poderá ter aplicações no tratamento de várias doenças vasculares.

- As fezes dos morcegos (chamadas de guano) constituem um excelente
adubo natural. Foram intensamente exploradas até ao desenvolvimento de adubos industriais.

- Têm sido estudados para aperfeiçoamento de aparelhos de
sonar e ultrassom.

- São importantes elos na
cadeia alimentar, portanto o seu desaparecimento poderá resultar em desequilíbrio ambiental, causando maiores danos do que os causados pela sua proximidade com o homem.

- Comem traças e com isso ajudam na conservação de livros em bibliotecas.

- São responsáveis por dispersar sementes de árvores e outras plantas à longa distância. Mais de quinhentas pequenas sementes podem ser transportadas por um único morcego a cada noite.

- O morcego emite ondas ultrassônicas (frequência acima de 20 KHz, inaudíveis para humanos) pelas narinas ou pela boca, dependendo da espécie. Essas ondas atingem obstáculos no ambiente e voltam na forma de ecos com frequência menor. Com base no tempo em que os ecos demoraram a voltar, nas direções de onde vieram, e na sua frequência relativa, os morcegos sentem se há obstáculos no caminho, assim como suas distâncias, formas e velocidades relativas. Isso é especialmente útil para caçar insetos voadores, por exemplo, mas morcegos com outras dietas também usam bastante esse sentido.


Retirado de: www.wikipedia.com

Morcego beija-flor

O morcego beija-flor tem esse nome justamente porque se alimenta da mesma coisa do que os beija-flores: Vão atrás de flores desabrochadas e além do néctar, também se alimentam do pólen e de insetos capturados durante o voo.
Esses mamíferos voadores também se alimentam em bebedouros, assim como alguns pássaros.
O fato de passarem de flor em flor os torna importantes agentes polinizadores.

São pequenos, e seu focinho e língua são compridos. Sua cor é escura, mais clara no ventre.

Vivem em grandes bandos em lugares especialmente úmidos.
Saem ao crepúsculo à procura de alimento.


Os morcegos possuem a dieta muito variada: podem se alimentar de frutas, insetos, peixes, sangue (os famosos morcegos vampiros), néctar, pólen, artrópodes, pequenos vertebrados e sementes.

21 de agosto de 2010

BICHO DO MÊS - AGOSTO 2010

Após o prometido, chega ao UrbAnimals o bicho do mês de Agosto, que foi escolhido por votação por você;
É o morcego!

O símbolo do UrbAnimals foi escolhido justamente pelo morcego ser um dos animais urbanos mais diferentes. Os morcegos são os únicos mamíferos capazes de VOAR.

Podem ser de diversos tamanhos, um exemplo são as 'raposas-voadoras' mostradas na postagem do Aquário de São Paulo. Essa espécie de morcego é a maior do mundo, podendo medir 2m de envergadura, mas também há espécies muito pequenas, cujas envergaduras medem apenas poucos centímetros.

Os morcegos fazem parte da Ordem Chiroptera, e representam 1/4 da fauna mundial, contando com pelo menos 1 116 espécies.


Esse morcego é conhecido como morcego beija-flor, e é precisamente dele que falarei nas próximas postagens. Já cheguei a ver mais de cinco ao mesmo tempo no bebedouro em meu quintal. São realmente animais muito rápidos e interessantes.