Páginas

E quem disse que a natureza não está presente nas cidades?

O objetivo do UrbAnimals é exatamente esse: Dar uma visão que geralmente passa despercebida por todos diante de tanto trabalho e correria. A vida animal está presente tanto em nossos quintais como em parques e zoológicos.


O tema dos animais urbanos foi escolhido por mim não só pela certa dificuldade em ser estudante e viajar à procura de outros animais, mas também por se tratar de um tema importante, que mostra o quanto o homem já interferiu na vida do planeta, e como a natureza está se adaptando a isso.


Como futuro biólogo, tento aprender e difundir esse conhecimento cada vez mais, para que o homem entenda melhor cada uma dessas belas criaturas e aprenda a viver em harmonia com elas, trazendo assim um mundo melhor para todos, um mundo melhor para a vida.

Surpreenda-se. De cães a elefantes, de peixes a morcegos, o UrbAnimals vai te levar ao mundo de cada um deles.

Um grande abraço, Thom Girotto.

27 de setembro de 2012

Conheça o waterbuck

O waterbuck, como o próprio nome em inglês sugere (water= água; buck=termo usado para se referir a antílopes e/ou cervos) é um antílope que se vira muito bem na água; Inclusive, quando se sente ameaçado, corre para ela! Fora isso, não é um animal que passa muito tempo na água. Os waterbucks são facilmente encontrados em savanas e campos africanos.

Waterbucks no Zoológico de São Paulo; A espécie convive tranquilamente com outras espécies de antílopes e zebras, tanto na natureza quanto em cativeiro.
De acordo com o folclore africano, a carne do waterbuck não é comestível, mas isso não é verdade; Ela pode não ser saborosa, mas é comestível... Sorte dos waterbucks! Aliás, quase-sorte, pois ainda há quem os coma: Seus principais predadores são os leões e os leopardos.

Os machos da espécie podem pesar de 200 a 300 kg, enquanto as fêmeas, menores, chegam de 160 a 200kg. Os machos possuem chifres bem visíveis, como os deste cara aí em cima, que vive no ZooParque Itatiba e apareceu na primeira postagem sobre os waterbucks.

O nome científico da espécie, Kobus ellipsiprymmus, está relacionado com a o padrão da pelagem em forme de elipse que estes animais possuem na parte traseira. 

25 de setembro de 2012

Cotidiano Verde: No dia da árvore...

...plante uma árvore!


Ela pode absorver até 1 tonelada de CO2 durante sua vida, e serve como moradia para uma série de animais, como aves.

As árvores atraem e servem de moradia para aves, dentre outros animais.
Não gosta de sujar as mãos com terra? Então inscreva-se em programas de plantio pela internet, como o Clickarvore, ou ajude o Greenpeace a salvar as nossas florestas, repletas de árvores tão necessárias não só para nós, mas para o mundo!

23 de setembro de 2012

Paranapiacaba em 50 imagens incríveis!

Domingo, dia 26 de agosto. Acordei às 5 da manhã em pleno domingo, para encontrar alguns amigos e entrar no mato lá em Paranapiacaba! Como disse na prévia, não filmei essa aventura, porém tirei muitas fotos, e escolhi as 50 melhores para resumir esse dia maravilhoso, que você confere aqui!

Domingo de manhã, da zona sul de São Paulo a Paranapiacaba só de transporte público? Como já disse, biólogos e seus companheiros sempre serão chamados de loucos!

 Marcio e Carlão preparando suas câmeras para a aventura!


Essas manchas vermelhas na árvore são associações entre algas e fungos, os líquens; Existem líquens brancos, verdes e vermelhos. Os vermelhos só podem ser encontrados em locais onde o ar é muito úmido e puro... Foi um bom sinal ver que a árvore estava lotada de líquens!


Uma bela borboleta dando o ar de sua graça logo no começo da trilha...

19 de setembro de 2012

BICHO DO MÊS - SETEMBRO 2012

Pois é, minhas aulas na Federal voltaram, o tempo está curto, mas é ótimo estar de volta! 
Vou aproveitar então para relembrar um passeio no ZooParque Itatiba, (há exatamente três anos atrás!), no dia 19 de setembro de 2009, e trago ao blog como BICHO DO MÊS de setembro um belo antílope: O waterbuck.

Com este breve vídeo eu apresento Kobus ellipsiprymnus, o waterbuck, também conhecido como cobo-de-meia-lua.



Ainda nesse mês mais uma postagem sobre o waterbuck; Fique ligado!

16 de setembro de 2012

Paranapiacaba em 50 imagens - prévia

Confira neste curto vídeo o local onde realizamos uma trilha incrível, e aguarde para acompanhar essa aventura em incríveis imagens que logo mais estarão aqui no UrbAnimals!


11 de setembro de 2012

As tartarugas híbridas da Bahia

As tartarugas-marinhas da Bahia estão se mostrando indiferentes com uma regra importante da biologia evolutiva: A que só se deve procriar com membros da mesma espécie.
Recentemente, estudos apontaram que cerca de 40% dos animais que desovam na praia baiana são híbridas; Um híbrido seria um um filho de pai e mãe de espécies diferentes.

Um estudo realizado em 2006 apontou que 43% das tartarugas consideradas morfologicamente como Eretmochelys imbricata  (tartaruga-de-pente), eram na verdade animais híbridos, com parte de seu DNA da espécie Caretta caretta (tartaruga-cabeçuda) ou Lepidochelis olivacea (tartaruga-oliva). Já foi provado que existem no mínimo duas gerações de híbridos, o que comprova que esses animais seriam 'viáveis' do ponto de vista reprodutivo. 

Agora resta aos pesquisadores saber o que motiva essa hibridização; As hipóteses giram em torno do colapso das populações das tartarugas, vítimas da caça e também pressionadas pela coleta dos ovos nas praias (o que era uma prática comum há algumas décadas atrás).


O interessante é que tartarugas com morfologia de tartaruga-de-pente, por exemplo, foram se alimentar em áreas de tartaruga-cabeçuda. A morfologia de cada espécie é adaptada à sua dieta específica: tartarugas-de-pente, que possuem um tipo de bico pontudo, costumam se alimentar de esponjas, anêmonas e outros alimentos moles que podem ser encontrados em recifes de coral; Já as tartarugas-cabeçudas, que comem crustáceos, possuem a cabeça robusta para quebrar a carapaça destes animais.


A grande questão é saber o que será da população das espécies de tartarugas-marinhas, do ecossistema onde vivem e até mesmo do seu alimento; 







Cientistas acreditam que pode ser uma ameaça, teoricamente, e outros afirmam que o hibridismo não é necessariamente um problema. No momento, só estudos mais aprofundados poderão esclarecer essas dúvidas.

O UrbAnimals já viu uma tartaruga-híbrida!


Para quem se lembra, este é o simpático filhote que encontramos no TAMAR; Seu casco é o de uma tartaruga-de-pente, enquanto o corpo é de uma tartaruga-cabeçuda. 
Relembre nossa visita ao TAMAR na série UrbAnimals em Ubatuba.


Tema retirado do jornal Estado de S. Paulo - 12/08/2012

7 de setembro de 2012

Cotidiano Verde - Proteja a geladeira do sol

No último Cotidiano Verde, falamos da luz do sol; Mas não é nada interessante deixar uma geladeira em um local onde bate sol, ou mesmo perto do fogão! O refrigerador vai usar muito mais energia para compensar o aumento da temperatura, então, mude-o de lugar e sinta a diferença no final do mês.

 Nada de óculos ou protetor solar; O negócio é deixar a geladeira totalmente fora da exposição solar!

Aproveitei e flagrei meus caranguejos dando o ar de sua graça em seu novo terrário...

3 de setembro de 2012

Feliz dia do Biólogo!

Pois é, rapazeada! Não posso passar essa data em branco, sem desejar aos meus colegas de profissão (no meu caso, futura) um feliz dia do Biólogo; E aí vai uma pequena homenagem a esse dia, a essas pessoas, a essa profissão tão importante.












O Biólogo...

...não joga, recolhe o papel do chão; E se revolta com quem jogar!
...acha normal ter aranhas, lagartos, cobras e caranguejos como animais de estimação;
...gosta do Zoo por causa dos bichos, mas sofre muito mais ao vê-los presos;
...encara uma lagarta como uma futura borboleta, e não uma destruidora de folhas;
...sorri ao avistar uma simples ave;
...não entende como o dinheiro pode ser algo tão valioso ao ponto de atropelar direitos e vidas;
...acredita em um futuro melhor quando vê algumas árvores na cidade;
...está acostumado a ouvir a frase 'Você é louco!';
...não se importa de se sujar;
...tem um dia bom quando caminha por horas, nada em águas geladas, passa frio e fome, e volta para a casa todo sujo de terra;
...fica mais ansioso pra uma trilha do que pra um show;
...ouve desde cedo que sua vida será difícil, mas não se importa;
...se pudesse escolher, visitaria a savana africana do que o luxo europeu;
...não teme, entende os bichos;
...não se importa em acordar cedo para entrar no mato;
...viaja para lugares inimagináveis ao observar uma célula no microscópio;
...trocaria todo o seu dinheiro pela felicidade em meio à Natureza.








E acima de tudo, o Biólogo sabe que só é Biólogo porque faz o que ama!