Páginas

E quem disse que a natureza não está presente nas cidades?

O objetivo do UrbAnimals é exatamente esse: Dar uma visão que geralmente passa despercebida por todos diante de tanto trabalho e correria. A vida animal está presente tanto em nossos quintais como em parques e zoológicos.


O tema dos animais urbanos foi escolhido por mim não só pela certa dificuldade em ser estudante e viajar à procura de outros animais, mas também por se tratar de um tema importante, que mostra o quanto o homem já interferiu na vida do planeta, e como a natureza está se adaptando a isso.


Como futuro biólogo, tento aprender e difundir esse conhecimento cada vez mais, para que o homem entenda melhor cada uma dessas belas criaturas e aprenda a viver em harmonia com elas, trazendo assim um mundo melhor para todos, um mundo melhor para a vida.

Surpreenda-se. De cães a elefantes, de peixes a morcegos, o UrbAnimals vai te levar ao mundo de cada um deles.

Um grande abraço, Thom Girotto.

11 de abril de 2013

Rodovia dos Imigrantes: Um resumo da sua beleza

A Rodovia dos Imigrantes liga São Paulo ao litoral paulista, e possui cerca de 58,5 km de extensão.
Passa, em ordem, pelas cidades de São Paulo, Diadema, São Bernardo do Campo, Cubatão, São Vicente e Praia Grande.


A Rodovia dos Imigrantes está inserida em um meio repleto de Mata Atlântica, a Serra do Mar.


Para contruir a Pista Norte, nos anos 70, foi necessário desmatar 16 000 000 m²; Já para a Pista Sul, que foi inaugurada em 2002, apenas 400 000 m².




 A Rodovia possui 44 viadutos, 7 pontes e 14 túneis; A construção de tantos túneis e viadutos foi necessária para minimizar o impacto ambiental que a estrada iria causar.


De manhã em trechos de Serra, podemos observar essas pequenas nuvens, que em grandes quantidades são chamadas de cerração ou neblina; São gotículas minúsculas de água que se condensam em regiões de altitude.




A Mata Atlântica é o bioma que se estende pela Serra do Mar.


Pra quem acha que o manguezal é só lama encharcada, bom... É quase isso mesmo, mas aí está um grande manguezal visto de cima,  uma visão totalmente diferente!



Mais um pouco de manguezal, que nada mais é do que uma floresta de árvores do tipo 'mangue'. 


Agora sim, está com mais cara de manguezal como estamos mais habituados! - Podemos ver um córrego passando por entre o manguezal, o que é típico nesse bioma. O nome desse encontro de águas do rio com o mar é estuário, e neles a água é salobra, uma mistura de água doce com água do mar.


Chegamos a São Vicente, nosso destino final desse dia (fomos à UNESP São Vicente para participar de um seminário); É sempre bom ir ao litoral, pois além da beleza que está por lá, as paisagens da estrada nos presenteiam com muito mais do que foi mostrado aqui.

E aqui deixo meu último recado; Apesar de lindas, as estradas brasileiras exigem respeito, portanto, dirijam com segurança, respeitem as leis das estradas e preservem a Natureza!

Agradecimentos aos grandes amigos, Rufus, o lenhador (e motorista), e Marcão, do Spirito Selvagem. Foi um ótimo dia!

Espero que tenham gostado, um abraço.