Páginas

E quem disse que a natureza não está presente nas cidades?

O objetivo do UrbAnimals é exatamente esse: Dar uma visão que geralmente passa despercebida por todos diante de tanto trabalho e correria. A vida animal está presente tanto em nossos quintais como em parques e zoológicos.


O tema dos animais urbanos foi escolhido por mim não só pela certa dificuldade em ser estudante e viajar à procura de outros animais, mas também por se tratar de um tema importante, que mostra o quanto o homem já interferiu na vida do planeta, e como a natureza está se adaptando a isso.


Como futuro biólogo, tento aprender e difundir esse conhecimento cada vez mais, para que o homem entenda melhor cada uma dessas belas criaturas e aprenda a viver em harmonia com elas, trazendo assim um mundo melhor para todos, um mundo melhor para a vida.

Surpreenda-se. De cães a elefantes, de peixes a morcegos, o UrbAnimals vai te levar ao mundo de cada um deles.

Um grande abraço, Thom Girotto.

30 de novembro de 2011

Novembro: Mais de 1000 acessos!

Vamos fechar o mês de novembro com um recorde de mais de 1050 visualizações do UrbAnimals, e tenho que agradecer a vocês que acompanham essa minha missão de difundir o conhecimento e a natureza, e me motivam mais ainda com resultados animadores como este. Muito obrigado!

Com a ajuda de minhas cadelas Jully e Millie (também conhecida como Bisteca), eu gravei um pequeno vídeo de agradecimento. Espero que gostem, e continuem acompanhando o UrbAnimals

 Vamos bater esse novo recorde!!!

video



26 de novembro de 2011

UrbAnimals em Ubatuba - parte 10

E as fotos de Ubatuba acabam nessa postagem... E pensar que nossos olhos puderam contemplar coisas tão belas em menos de um dia!

 
Ah, o manguezal!  Um ecossistema fundamental para a vida marinha, repleto de segredos cobertos por raízes e lama! Fomos explorá-lo um pouco, e...


Esse carinha aí é o caranguejo chama-maré. É um macho, podemos identificar pela sua grande garra, utilizada para cortejar as fêmeas e lutar com outros machos.


Essa é uma pequena fêmea chama-maré. Suas duas garras são pequenas. Essa espécie adora cavar buracos no solo lamacento do manguezal!

Até mais, Rio Escuro! Foi um prazer revê-lo!



Só nos restaram essas belas paisagens para nos despedir do litoral norte de São Paulo.


Grande amigo Marcão! Obrigado por tudo, essa foi mais uma de muitas!

Uma última olhada para deixar esse lugar tão lindo...

...para cair na estrada e cair no sono! Ê beleza!



E até mais, Ubatuba! Um dia, uma viagem, memórias, vistas e muito conhecimento! Foi um bate-volta incrível, repleto de natureza, e é assim que a gente curte!


Algum dia (espero que logo) nós voltamos, e até lá, continue com o UrbAnimals, acompanhando outras aventuras. Um abraço!

21 de novembro de 2011

Movimento Gota D'água - Assine você também!

Os nossos registros de Ubatuba estão quase no fim, mas sinto-me na obrigação de interompê-los para uma causa: Belo Monte.

Serei rápido em minhas palavras. Se você não sabe o que está acontecendo em Belo Monte, ou quer saber a opinião do Blog em mais detalhes, leia primeiro esta postagem: Após Ibama autorizar, Belo Monte recebe Licença de Instalação

A situação é polêmica e grave. Há muitas questões envolvidas na construção dessa usina. Enquanto artistas, ambientalistas, pesquisadores, entre outros, tentam defender a não-construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, do outro lado temos aqueles que defendem o desenvolvimento 'a qualquer preço', poderia eu dizer assim, não conseguindo ser imparcial.

Enfim, cada um tira suas próprias conclusões e possui sua própria opinião. O UrbAnimals é contra a construção de Belo Monte. Se você também é, assine o Movimento Gota D'água. Nós já assinamos!

Para assinar a petição, clique aqui! É rapidinho!

E continue ligado no UrbAnimals, tem muita coisa legal vindo por aí!

19 de novembro de 2011

UrbAnimals em Ubatuba - parte 9

Continuando nosso passeio pelo litoral, fomos parar em um pequeno porto, para conhecer algumas das embarcações, e acabamos nos deparando com alguns pescadores, e com esse carinha aí também:
O sirizinho ainda era muito pequeno para ir parar no forno, então os pescadores o soltaram, e assim pudemos observá-lo melhor. Está na posição de defesa, tentando passsar uma mensagem como 'Ei, eu sou maior e mais perigoso do que você pensa! Me deixe em paz!'.

Peguei o sirizinho com cuidado, por trás. Apesar de pequeno, ele pode fazer um bom estrago com suas pinças (vacilei depois, e meu dedo sentiu o tal 'estrago'!).
O siri possui o último par de patas transformado em pequenas nadadeiras, visto que é um animal mais relacionado ao ambiente marinho do que seu parente, o caranguejo.

Paramos em um desvio de estrada para entrar no mar, e na verdade, entramos no Rio Escuro. A água neste trecho é salobra, e os manguezais são abundantes, e abrigam espécies como quero-quero, aratu-vermelho e caranguejo chama-maré.
Esse aí é o Rio Escuro, e sua linda vista!


Vistas do outro lado do Rio. Lindo demais!!! É claro que nós não deixamos de ir ao outro lado para conferir!

A Natureza nos presenteando com mais uma cena espetacular: Um caracará e a Lua, reinando sobre nós naquele dia tão lindo.

Aí acontece o encontro do Rio Escuro com o mar.

Marcão e eu dentro do manguezal. O cheiro de matéria orgânica em decomposição é forte, e as grandes raízes dificultam nossa passagem, mas poder observar esse ecossistema tão lindo de perto vale o esforço.

12 de novembro de 2011

UrbAnimals em Ubatuba - parte 8

Com vocês, as últimas fotos do Projeto TAMAR de Ubatuba, um lugar ótimo para se visitar e aprender muito sobre essas criaturas tão interessantes.


Ainda faltava ela, a tartaruga-verde! Quando pequena, a espécie é onívora, já quando se torna adulta, passa a se alimentar basicamente de algas e plantas marinhas.



No Projeto, há um tanque comprido, com algumas tartarugas-verdes que podem ser observadas de cima de uma ponte, assim como túneis que permitem ao visitante observar a tartaruga embaixo d'água.


 
Tartaruga-verde vista do túnel.

Finalizamos a visita ao Projeto com o almoço dos jabutis!

Esse é o Gilmar, um estagiário que guia os visitantes no TAMAR. Nós agradecemos por toda a atenção que nos foi dada, e todo o conhecimento que ele nos passou. Valeu, Gilmar!


Vista do TAMAR. O centro de visitações é um lugar lindo, com instalações e recintos com um tema bem natural, perfeito para o litoral. 
Saímos impressionados do TAMAR. Não podíamos imaginar que fosse algo tão amplo, e a sua importância para as tartarugas-marinhas é fundamental para a preservação das espécies.

Daí, é só seguir para a tal praia. O dia estava lindo demais!


É ou não uma maravilhosa vista? Lanchamos e partimos em busca de mais bichos pela região, mas antes, não podíamos deixar de passar na sorveteria que fica bem perto daí!

E as fotos do TAMAR acabam por aqui, mas a nossa aventura não!

Fique ligado no UrbAnimals, pois ainda tem muita coisa para se ver em Ubatuba!

8 de novembro de 2011

UrbAnimals em Ubatuba - parte 7


Lindas, incríveis, fascinantes... As tartarugas-marinhas são essenciais para o planeta, e o Projeto TAMAR é uma das principais entidades que trabalham pela sua preservação.


São cinco espécies no Brasil, cabeçuda, de-pente, oliva, verde e de couro, e o TAMAR possui exemplares das quatro primeiras espécies. A tartaruga-de-couro é difícil de ser mantida em cativeiro por diversos motivos, como sua restrita alimentação (águas-vivas) e seu tamanho, sendo a maior de todas as tartarugas-marinhas.

Confira algumas fotos tiradas durante a nossa visita!

Essa é a tartaruga-cabeçuda, ou Caretta caretta. Na foto, podemos notar evidentemente a pequena garra. Este indivíduo é um macho, e a utiliza para se 'prender' na fêmea no ato da cópula. A espécie possui um par de glândulas, ao lado dos olhos, por onde expele o sal em excesso, proveniente da água e dos alimentos.

Observando as tartarugas...

Este simpático quelônio é uma tartaruga-de-pente. Se trata de uma espécie muito ameaçada de extinção, afinal seu nome vem do passado, quando sua carapaça era utilizada para fazer pentes, entre outros objetos.

A tartaruga-de-pente é encontrada principalmente em recifes de corais e águas costeiras, e se alimenta basicamente de lulas, camarões, esponjas e anêmonas.

A tartaruga-oliva é a menor espécie de tartaruga-marinha, pesando cerca de 40kg, e medindo, em média, 80cm. É carnívora, podendo se alimentar de algas eventualmente.

Esse é o bebê-híbrido, cruzamento entra uma tartaruga-de-pente com uma cabeçuda. Um animal muito ativo e simpático, que é um mascote lá no Projeto.

Um indivíduo híbrido é filho de pais de espécies diferentes; Essa simpática tartaruguinha será mantida no TAMAR como mais um exemplar em prol da preservação.

Olha a nossa mascote aí de novo!

Esse potinho contém o que foi encontrado dentro do estômago de uma tartaruga-marinha. Um dos maiores problemas da poluição marinha é esse; Os animais veem o lixo, confundem-no com comida e se intoxicam e/ou morrem afogados por sua causa.

Antes de jogar 'só mais um papelzinho' na natureza, lembre-se de todos os seres incríveis que estarão sendo prejudicados.

4 de novembro de 2011

UrbAnimals em Ubatuba - parte 6

Chegamos ao nosso destino, o Projeto TAMAR de Ubatuba! Logo, fomos recebidos pelo Henrique, ou Curupira, que é o coordenador de lá.

 
Curupira e eu. Ele nos falou sobre a sua profissão, sobre como chegou até ela, desde a faculdade, e sobre a atuação do Projeto no manejo das tartarugas-marinhas. A ideia de fazer com que a preservação se torne mais interessante para os pescadores do que a caça é um importante passo que o Projeto deu na preservação destes animais.  


Este carinha simpático aí é um jabuti, da espécie jabuti-piranga. É um réptil totalmente adaptado à vida no solo, seja ela em florestas ou no cerrado. Se alimenta de frutas, verduras e até carne, sendo assim um animal onívoro.

 Esta é a segunda espécie de jabuti, o jabuti-da-amazônia ou jabuti-tinga. Para diferenciá-lo de maneira rápida de seu 'primo', basta olhar para sua cabeça amarela. É o maior jabuti da América do Sul, podendo chegar aos 80kg. Sua dieta é parecida com a do jabuti-piranga.


Este é o Gilmar segurando um macho de jabuti-piranga, para mostrar a concavidade do plastrão (parte de baixo do casco), que serve literalmente para encaixar na fêmea na hora da cópula.


 Esta é a tartaruga-de-ouvido-vermelho, uma subespécie do conhecido tigre d'água. De origem norte-americana, essa tartaruga tornou-se animal de estimação pelo mundo, e causou um tremendo problema ambiental, já que muita gente que a compra não sabe que ela pode chegar a medir mais de 30cm, e quando o animal cresce,  é solto em algum lago ou rio, e já que não é um animal nativo... Problema feito!
 

 Terrário dos tigres d'água. Apenas fêmeas, pois a reprodução dessa tartaruga é muito rápida (o que aumenta ainda mais a questão do problema ambiental que ela pode causar). Todas muito bem alimentadas, convivendo com tilápias e outros peixes.

 Neste terrário há uma tartaruga-mordedora, também conhecida como snapping turtle. Esta tartaruga é nativa dos pântanos estadunidenses, e pode chegar a pouco menos de meio metro de comprimento, pesando cerca de 32kg.


Por fim, os bebês do TAMAR. Neste terrário, podemos encontrar filhotes de tigre d'água e jabutis, e inclusive um filhote de tigre d'água com uma pigmentação diferente no casco! Animais 'diferentes' como esse dificilmente sobreviveriam na natureza, o que torna o TAMAR um local ideal para ele viver, e ainda servir como ajudante da preservação.


Bom, ainda faltam as fotos das estrelas do local, as tartarugas marinhas!

Continue ligado no UrbAnimals, pois as fotos não estão nem perto de acabar!

2 de novembro de 2011

UrbAnimals em Ubatuba - parte 5

Tantos lugares, tantas emoções, e muita natureza... E pensar que foi só um dia!

Confira a primeira parte das fotos desse INESQUECÍVEL bate-volta em Ubatuba!

 Já na ida, paradinha estratégica para o lanche!
 
 Vista do alto da Serra

 Grandes companheiros, de viagem e de vida!

 Garças-brancas em Caraguatatuba

As garças se adaptaram tanto ao ser humano que fazem parte da vida dos pescadores no litoral. Todos os dias, lá estão elas para ganhar seu lanchinho, oferecido pelos trabalhadores: pequenos peixes.

Mar bravo em Caraguá

 Chegando a Ubatuba!

 Os Mestres e seus discípulos.

"Deus ao mar o perigo e o abismo deu, Mas foi nele que espelhou o céu." - Camões

Rumo ao TAMAR!

 Nossa aventura pelo litoral ainda promete muitas outras cenas lindas, divertidas e interessantes!

Continue ligado no UrbAnimals!