Páginas

E quem disse que a natureza não está presente nas cidades?

O objetivo do UrbAnimals é exatamente esse: Dar uma visão que geralmente passa despercebida por todos diante de tanto trabalho e correria. A vida animal está presente tanto em nossos quintais como em parques e zoológicos.


O tema dos animais urbanos foi escolhido por mim não só pela certa dificuldade em ser estudante e viajar à procura de outros animais, mas também por se tratar de um tema importante, que mostra o quanto o homem já interferiu na vida do planeta, e como a natureza está se adaptando a isso.


Como futuro biólogo, tento aprender e difundir esse conhecimento cada vez mais, para que o homem entenda melhor cada uma dessas belas criaturas e aprenda a viver em harmonia com elas, trazendo assim um mundo melhor para todos, um mundo melhor para a vida.

Surpreenda-se. De cães a elefantes, de peixes a morcegos, o UrbAnimals vai te levar ao mundo de cada um deles.

Um grande abraço, Thom Girotto.

24 de junho de 2011

UrbAnimals em MG! - O espaço rural

A ação antrópica, na maioria dos casos, é prejudicial para o meio. A questão é que estamos cada vez mais ampliando o grau dessas ações, e em muitos casos ela já se tornou irreversível e destrutiva.
Apesar de tudo isso, a natureza sempre arruma uma maneira de se adaptar e coexistir com ela, nos presenteando com sua beleza. 

Confira uma série de imagens que mostram bem essa combinação.

 As pastagens são um grande aliado do desmatamento. Com a necessidade de se criar mais gado, é preciso desmatar cada vez mais florestas para que virem pastagens.

 Uma típica paisagem rural: Estrada de terra, arame-farpado e muito verde!

 
A natureza sempre consegue dar um jeito. À beira da estrada, essa árvore abriga três ninhos de joão-de-barro.

 
 As plantações também necessitam de cada vez mais espaço, o que faz com que haja cada vez mais desmatamento e, após o uso do solo, seu apobrecimento.

Além de vistas como essa, as matas nos oferecem uma série de recursos, como medicamentos e alimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário